28 de julho de 2010

Beleza é fundamental

Hoje é o #lingerieday no Twitter. Ontem, A Liga falou sobre beleza e o culto incansável à ela. Desta forma, enquanto modelo universal de não-beleza, adepta do culto aos feios e moradora do Rio de Janeiro (oi, sou um paradoxo, um beijo pra você!), resolvi falar aqui sobre o assunto. Porque, vocês sabem, eu entendo do riscado.



O Rio é cruel com a estética das pessoas, se você for daqueles/as que dá valor a isso e chora quando é zoado/a por uma característica física nem tão dentro dos "padrões universais" de beleza. Se for, baby, passe longe daqui. Se você for uma pessoa adulta e bem-resolvida que não mora aqui, venha nos visitar, mesmo que esteja com alguns kilinhos a mais ou tenha orelhas de abano - mas não espere conhecer o amor da sua vida por aqui. Sou radical? Pode ser que sim. Mas quem é negro/a, gordo/a, magrelo/a ou simplesmente não tem um rosto ou um corpo fenomenais, não vai se dar bem "na night" por aqui.


Pessoalmente, esse tipo de coisa me diz tanto quanto à atuação do Werner Schünemann em Passione: absolutamente nada. Mas é triste saber que se mora num lugar onde gente sarada vale mais como amante ou amigo do que gente sincera. A não ser que você seja famoso/a e tenha dinheiro: aí, neném, você pode ser um desastre estético, mas vai ter um monte de gente se atirando em você.

É, realmente há opções possíveis à beleza no Rio. Triste.

4 comentários:

Lua Nova disse...

Ô dó... vou ter que nascer de novo se quiser seguir os padrões de beleza. Muito boa a reportagem e seu texto é hilário e inteligente.
Que coisa mais escravisante e ingrata essa corrida pela beleza perfeita. Perfeita pra quem? Se for pra si ainda passa, mas se for pros outros, complica muito por motivos óbvios, pelo menos pra mim. Parece um pouco com aquela história de procurar o pote de ouro no final do arco-íris.
Enfim...
Beijos e apareça lá no Chocolate, tá?

Bridget Jones disse...

Porra, Line!

Eu nem sou lá um poço de beleza e talz, mas aqui em Sampa, tem pra todo mundo sabe? Os cult, pseudo-cults, os nerds e até os feinhos.

Eu particularmente, dou (ui!) pra gostar, apaixonar e cair de 4 (ui!) pelos feios.

De qlq forma, tava com sôdade daqui e vim. Pq eu sempre venho, neam?

Bjo

Rosana disse...

Fundamental é o papo. O charme. Funtamental é ser inteligente, fazer rir, ter química. Mas tem uma beleza que, para mim, infelizmente, ainda é fundamental: a minha. E estou sempre correndo atrás dela. ;-) beijos!

[ r ê ] disse...

o que eu gosto é que vc fala na cara!

preciso ir ao RJ pra ter minha impressão tb, mas concordo com Bridget, aqui em SP tem lugar pra todo mundo, inclusive pra mim! :)

beijos