Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Jogos mortais - ou como a gente se cansa à toa.

Eu demorei a voltar aqui, não? Pois é, eu estava por aí, jogando. Não, não fui pra Vegas, não fiquei milionária no Blackjack e nem encontrei um Hugh Jackman que tenha ficado e me amado numa noite de bebedeira, não - só estive no meu dia-a-dia, nos mesmos lugares onde aprendi (espero, espero!) que a vida da gente não passa de uma série de joguetes cansativos. Mas bem que um Hugh milionário não teria sido nada, nada mau, mesmo por uma noite (e eu nem reclamaria deste tipo de cansaço)...

Acontece que tudo na vida é jogo: você joga com o seu chefe porque sabe que ele se arrepende quando perde a razão contigo. Porque você até ri depois, mas faz cara feia só pra ele saber que não é assim que deve ser e pra ver ele sofrer um pouquinho. Você joga com a sua mãe quando quer que ela faça certa comida: diz que você está com tanta vontade que vai fazer amanhã, porque você sabe que ela não vai deixar e a comida que você queria vai estar pronta no seu jantar de amanhã, como você queria. Você joga com…
Isso anda um blog mulherzinha demais.


Ok, já pararam com os alucinógenos e eu voltei. Calma que eu apareço (a)normal por aqui também.