18 de novembro de 2008

O mestre Cartola

Quando eu ouço Cartola, não consigo me furtar de pensar. Muito. Primeiro, como um homem quase analfabeto pôde escrever cada coisa linda daquelas - e nem tou pensando aqui nas mais românticas, mas numa das minhas favoritas - e, imediatamente depois, como qualquer pessoa consegue colocar tantas coisas no papel e ainda musicar tão bem. Porque se fosse só a parte instrumental, eu já amaria, mas ele ainda colocou letras maravilhosas, pra completar. Ou ao contrário, não é, porque se musica um poema e não o inverso.

Mas enfim, Cartola. Carioca, favelado, sambista e poeta, dono de um sorriso tão aberto que contagia. Cada vez que ele canta (ou alguém que saiba cantá-lo o faz), eu fecho os olhos - mas nem canto junto, porque acho sacrilégio. Ouço e calo. Já chorei e já sorri também, mas sempre calada. Porque há de se respeitar um cara que chegou da noitada e fez isto aqui pra mulher que não quis deixá-lo entrar em casa... Respeito, minha gente. Ele merece.

"Ainda é cedo amor, mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar
Presta atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco a tua vida
E em pouco tempo não serás mais o que és
Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó
Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com teus pés"

Cartola - O Mundo é um Moinho*

*sinceramente, prefiro esta versão, acho a melhor de todas.

6 comentários:

Cristina disse...

Eu amo esta música também,tenho várias outras dele no playlist,mas O Mundo é um Moinho e As Rosas Não Falam são as minhas preferidas.
Com a versão do Cazuza cantando eu também gosto.

Mas com o Cartola é indiscutivel,realmente só o instrumental já emociona,e a letra não há nem o que dizer.
Bjs

Danielle Balata disse...

Cartola, o mágico..

Fabio Fernandes disse...

Fazer o quê? Tem gente que é talento nato. Não importa a origem, até por que o talento faz superar todas as barreiras sociais e preconceitos.

Cartola é foda.

iara disse...

coincidência.
antes de abrir o note eu estav justamente escutando o cd do ney interpretando o cartola.
amo cartola desde pequenininha e penso o mesmo, como um homem quase analfabeto deixou esse tesouro aqui na terra. as melodias, dizem os entendidos de música, são elaboradíssimas.
mas como já disseram por aí. gênio é gênio...
bjs

impermeável disse...

Simplicidade...............

Ingrith disse...

Sabe, não consigo imaginar o que fez o povo perder o dom pra escrever e musicar... sério mesmo! E tb adoro essa música... vou cantar qdo meus filhos nascerem hahaahahah