Postagens

Fácil não é

Imagem
Há pouco tempo, eu li algo que realmente tenho usado e se aplica bem na minha vida: "Todo mundo vê as pingas que bebo, mas não vêem os tombos que levo." Isso serve pra toda e qualquer dificuldade que se passe na vida. Na minha vida, cai como uma luva.Minha cirurgia foi um sucesso, graças aos meus médicos, às preces e orações, a Deus. Olhando pra mim, não dá pra dizer que eu tenho câncer cerebral sob controle. Sim, porque eu tenho, mas controlado sempre e lá, quietinho - que fique assim até eu ficar toda murchinha! - mas eu tenho doença crônica. Só que ela não é visível... E eu também não sou muito "eeeeeeiiiii, eu fiquei boa mas ainda tá aqui, viu? Me ameeemmmm!", então a maioria acha que eu tou 110%, que tou ótima, que não tenho dor na lombar, que não troco palavras nem esqueço, que conseguiria emagrecer mas ando comendo meio mundo mesmo... E eu imagino que seja assim com várias pessoas doentes, desde que suas doenças não sejam visíveis.A verdade é que muitos julg…

Sexta-Feira

Imagem
Expectativa:


Realidade:


Bom findi, babies!







Festa de criança, gripe e alergias

Imagem
Desde 2ª feira que tô meio gripada pra caralho, não sei se por causa da vacina, se porque engasguei com a pontinha da batata frita ou se peguei mesmo da minha mãe. Mas ontem teve festa de criança e aí ferrou tudo... Esquisito? Nem tanto:
A festa foi ótima, maravilhosa, tudo delicioso e a casa de festas tem diversão até pros adultos - sério, um Kabum-mirim MARA onde ri muito, um simulador de montanha russa tão real que tive que abandonar (e adeus pras de verdade, já senti isso) e vários outros simuladores ótimos. Teve criança à beça se divertindo, teve adulto também. Teve parabéns, teve docinho - e aí que deve ter sido a parada, bolo com chocolate e eu comi 1/3 de um brigadeiro pequeno. ISSO MESMO, caro internauta perdido na Casa, UM TERÇO de um brigadeiro pequeno. O pedaço transparente de bolo (porque gordo sempre ganha os mais finos, os garçons acham que vão ajudar na dieta com isso, só pode) e o pedacinho de brigadeiro deviam ser de achocolatado... Porque foi só chegar em casa que j…

By the way...

Imagem
Escrevi pouco entre 2014 e hoje, mas escrevi. Tá lá na tentativa de outro endereço...
Beaj!


Voltando ao começo

Olar. Como vão tuzes? Espero que bem.
Não, não desaprendi Português, apesar de ter a cabeça literalmente meio oca hoje em dia... Se você não sabe do que se trata, desculpa, mas aqui a porra é toda minha e quem manda sou eu 😎
A Casa ficou meio vazia, meio suja, meio sem movimento, mas não foi nem vendida, nem emprestada, muito menos largada. Vamovê como me saio, já que tô mei enferrujada...



Considerações quanto aos eleitores no Brasil

Repito minha publicação do Facebook aqui, para que todos possam ler:

Burguesa, patricinha, metidinha e hipócrita. Segundo consta pelos petistas, eu me enquadro nesse perfil, já que não votei na Dilma.


Esquerda-Caviar, comunista, vagabunda, obcecada. Segundo consta pelos tucanos, eu sou destas, já que não votei no Aécio.
Dizendo que votei na Marina, seria considerada pelos dois eleitores acima descritos como: em cima do muro, irresponsável, vai-com-as-outras e ignorante na política, já que a terceira figura maior é vista como uma daquelas baratas francesinhas: nem é tão grande, mas aguarde num futuro próximo o mal que vai causar caso você não cuide disso agora...
Votei em Eduardo Jorge. Sim, votei. Votei no cara mais moderno, inteligente, razoável, comum, que não se julga um deus ou melhor do que ninguém por estar envolvido na política. Ainda com muito a desenvolver e aprender, sim, mas já demonstrando que o futuro pode ser MUITO melhor. Me xinguem, me chamem do que quiserem – mas, nesse c…

A carta de amor que faltava

Oi, meu amor,

Há quanto tempo eu não sentia o que voltei a sentir hoje - bem, a apatia era causada pela bolinha que tava aqui na cachola e foi-se junto com ela - e muito menos pensava em escrever pra você, né? Nunca nos abrimos sobre isso. Então. Mas hoje voltou tudo, com toda a intensidade, você nem imagina o quanto - ou sabe o quanto, eu realmente não sei dizer...

Depois da noite passada, tão maravilhosa (em sonho, sim, mas eu sei que sinto o gosto da tua boca, o cafuné que você faz e o calor dos nossos corpos juntinhos, agarrados), eu realmente tou parecendo uma adolescente de novo: tendo taquicardia só de lembrar dos beijos sonhados, lembrando de tudo que vivemos no passado (ver o dia nascer será sempre o que mais me fará lembrar de ti) e apreensiva por achar que tudo possa estar acontecendo hoje porque você precisa de ajuda, de alguma forma. Você sabe qual é a minha crença, então entende o porquê da preocupação... Só espero que nada de ruim, nem mesmo uma topada numa porta, acont…