12 de agosto de 2010

O Português e seus "causos"

Uma das pessoas que leio há mais tempo e não deixei nunca de ler é o Leo Jaime. Gosto, sou fã, já falei de shows dele aos quais estive presente aqui e tudo (o primeiro, quando tive a honra de o conhecer pessoalmente, estava na Casa velha, a qual perdi o acesso - mas vejam as fotos aqui). Mas esse texto dele me fez rir, ter saudades e me lembrou uma das histórias mais interessantes sobre "línguas diferentes" (tive que roubar essa, Leo!) que já vivi.

Morei em Sampa dois anos, como todos os 5 leitores deste blog devem saber. Carioca da gema, cheia das gírias e achando tudo muito engraçado e, de vez em quando (preciso admitir), ficando meio puta com a sacaneada que me davam por causa do "olha só" típico do carioca quando quer chamar alguém. A bica foi a primeira das gargalhadas que causei na casa da família do ex - torneira, gente, torneira - e, ainda na cozinha, o pano de prato que todo mundo por lá chama de guardanapo. Picolé e sorvete são, respectivamente, sorvete de palito e sorvete de massa (porra, alonga demais, gente!) e eu sempre ficava preocupada com o meu farol quando alguém chamava a atenção pra ele - que, aqui no Rio, é sinal. Mas um celular e uma bolsa me causaram a situação mais engraçada e inusitada que essa diferença de palavras poderia causar.

Eu dirigindo, a ex-cunhada no carona e o celular começa a tocar. Eu estava esperando uma ligação importante e a bolsa estava no chão, na frente da ex-cunha. Pedi a ela que atendesse pra mim - os famosos marronzinhos da Cê Ê Tê* estavam de olho - e ela me perguntou onde na bolsa estava. A bolsa tinha duas divisões: uma com botão e a outra com... fecho-éclair. Eu disse: "está na parte do fecho-éclair", e ela nada. Pedi de novo: "amor, tá na parte do fecho-éclair, pega pra mim pelamordedeus!" e ela, desesperada, gritando, responde: "Mas o que é isso?! Aqui só tem zíper ou botão!"


Eu parei o carro no primeiro posto de gasolina pra terminar de rir.

*Experimentem dizer CÉT, como a gente chama a CET-Rio, e ouçam a gargalhada. Ninguém sabe o que é...

2 comentários:

Eve disse...

E agora vc vai lá no meu blog e descobre que falamos sobre o mesmo tema, mas em situações diferentes, ora pois.

Começamos a sintonia de novo? rsrsrs

Beijos!

Do lado de cá disse...

Oie
Descubri su blog através da Eve (aí de cima). E gostei! Já tô seguindo!
bjs