Filosofia de Boteco

E mais uma vez estou eu envolvida com problemas em relação a trabalho. Já me disseram que é vocação minha e eu já começo a acreditar. Enfim.

Fazer o que a gente gosta é bom demais, mas gostar do que a gente faz é, talvez, mais importante ainda. Seria ótimo se todo mundo pudesse sobreviver fazendo aquilo que acredita mais gostar, mas a realidade não é bem essa e a gente precisa mesmo aprender a gostar de certas coisas na vida. Por exemplo: brócolis pode não ser tão gostoso quanto chocolate ou pizza, mas faz bem.

E é com essa filosofia barata que eu estou tentando me acostumar com a idéia de voltar a fazer o que eu não gosto muito.

Se eu conseguir aprender a gostar disso... por favor, me enforquem.

Comentários

oi aline.
eu entrei aqui, através do sérgio,li no catarro...
quase nunca comento por aí, dá preguiça, entende?
mas é que me vi assim com-ple-ta-men-te passando pela mesma coisa sobre trabalhar com o que se gosta, ou gostar do que faz, etc e tal, e atualmente querendo me enforcar, mas acreditando que ainda existe luz no fim do túnel.
estou em crise. mas quem não tá?
gostei muito da casa do cacete.
beijo
Aline disse…
Obrigada, Maria Cláudia. Volte sempre!
Flávio disse…
Aline, o que importa não é fazer o que se gosta, mas sim ganhar dinheiro!
Beijo!
João M. disse…
Hum, vc mudou a casa toda, vou ter que atualizar. Beijo!
fernando stickel disse…
Brócolis, chocolate e pizza, fazem bem E dão pum.
Portanto divirta-se!
Cálcio disse…
passei por aqui pra te dar um^alô, te conheci pelo sérgio. ele anda meio deprimido, e te ler foi bom. te adicionei como link na minha página.
passa lá no Tome Cálcio
Ronald Rios disse…
Não se preocupe. A gente enforca sim. =P
Calendas disse…
Moça, dependendo do dinheiro que você ganha, servir café pode te dar um tesão desgraçado, acredite.
Você já deve ter notado duas boas opções: prazer ou dinheiro. Claro que é possível unir as duas coisas, mas normalmente em uma profissão fora da sua área.
Vi disse…
Para mim, o amor à arte acabou faz tempo.
Fazer o que se gosta é bom.
Mas pagar as contas e não ficar pendurada é ainda melhor.

P.S.: gostar de quê?
Tô curiosa...rs
joseluis disse…
nem sabia que a Casa do Cacete existia
já mandei tanta gente pra lá
e achava que eles não iam mesmo
gostei
tá nos meus favoritos
anunciação disse…
Gostar de quê?Prazer em conhecer.
Vi disse…
Perua, aparece!
flavio disse…
bom... filosofia barata por filosofia barata, fico com essa: as vezes se faz o q gosta; noutras, se faz o q tem q se fazer.
Dig disse…
Muito bom isso aqui. Te linkei.
ricardo disse…
meu, a cada dia vou descobrindo que o que gosto mesmo é de dormir. e agora?
Carol Costa disse…
Graaaande garota! Foi difícil deixar de fazer o que eu não gostava, ainda mais porque me pagava muuuito bem, mas pedi o mesmo para os meus amigos: se algum dia souber tirar isso de letra, me estrangulem.

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.