Tá na moda...

Tudo bem que certas comunidades do Orkut são preconceituosas, até criminosas. Mas pra tudo tem limite nessa vida.

De acordo com matéria de hoje no Jornal Extra, o MP do Rio de Janeiro vai investigar comunidades do Orkut que incentivam a prática de crimes, tais como consumo de álcool associado à direção e trânsito em alta velocidade (mais aqui). Ok, dirigir bêbado é burrice, correr demais também. Mas porra, será que eu não tenho mais direito a entrar numa comunidade porque achei o nome engraçadíssimo? Pára tudo, é muita falta do que fazer.

O problema todo é gente querendo "mostrar serviço" naquilo que é moda. O Orkut virou moda entre as mais elevadas esferas da polícia e do Judiciário. É legal e "importante" investigar o Orkut. A internet em si, hoje, é foco de pesquisas e matéria para monografias e outros estudos, principalmente no que tange a parte legal da coisa. Tudo bem, é válido, é novo e tem que ser estudado mesmo. O que me revolta é que o motivo, na grande maioria das vezes, não é o que deveria ser, mas sim aparecer.

Bem, se a moda pega, essa do MP, eu vou presa por causa das minhas comunidades. Sim, porque eu pago imposto, não tenho ficha criminal, tá tudo ok comigo, mas lá no Orkut eu digo que bebo, que dirijo, que já tomei porre... não necessariamente nesta ordem, claro, mas... e se fosse, cacete?

Falta é vergonha na cara desse povo em reconhecer que a solução pra essses acidentes bárbaros, como o da semana passada, é pura e simples: EDUCAÇÃO. A mesma que solucionaria 90% da criminalidade, 70% dos problemas de saúde e, obviamente, a maior parte do desemprego.

Mas dar educação ao povo tira dinheiro da cueca deles e dá trabalho. Então, vamos pelo que dá notícia e é mais fácil.

Comentários

Fernanda Aline disse…
E eu vou levar multa porque sou da comunidade "eu furo o sinal amarelo".

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.