It's a dirty job, but someone's gotta do it

Offshore de novo, babies. Tá bom...

É engraçada essa coisa toda do meu trabalho, que parece meio louco praqueles que não estão acostumados a esse regime de 14 por 14. Eu adoro trabalhar aqui, o pessoal é muito maneiro (sempre tem os filhas da puta, mas onde não tem?), a folga é uma coisa ótima... mas também tem os 14 aqui em cima, que podem coincidir com aniversários, feriados, festas - e a gente não pode fazer nada quanto a isso, a não ser se conformar.

Por mais que eu adore, confesso que ando questionando e procurando alguma coisa. Mas que realmente valha a pena, não só em termos de grana mas também em termos de "gosto", digamos assim. Não quero mais me agredir por causa de grana, não adianta dizer que eu vou ganahr milhões fazendo alguma coisa que me faça mal, não rola mesmo. Enfim, sairia daqui pra alguma coisa pela qual tivesse tanto tesão de fazer quanto tenho pelo que faço hoje.

Se alguém souber de alguma coisa onde precisem de uma mulher a 1.000 por hora, que saiba fazer de tudo um pouco, bem-disposta, trilíngüe e com personalidade forte, lemme know ;-)

Comentários

1worklover disse…
1000 por hora? Tem freios ABS? rsrsrs

Falando sério, se o trabalho não for um prazer, nunca valerá a pena.

Eu q o diga ;-)

Beijos e cuidado com os fdp's.

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.