A Ingrith tem razão: eu não odeio a minha vida, odeio só como ela está agora. E pra isso mudar só eu posso fazer alguma coisa. Pra começar, deixar de ser impulsiva. Em seguida, ser menos sentimental e mais fria, mais distante, como estou hoje. Talvez não sorria tanto, mas acho que o mundo tb agradeceria.

E ninguém vai levar embora a alegria e o bom humor que vêm me acompanhando, não. Ninguém merece minha tristeza a troco de nada. Mesmo as pessoas mais importantes na minha vida até hoje.

Comentários

Cinthya Rachel disse…
aline t. h., abra o seu coraçãozinho, não gosto de ver vc assim. pq esse coração peludo? qto a impulsividade concordo com vc, não é nada bom, depois vem o arrependimento. qq coisa tamos aí. beijinho
Helen disse…
Estou super atrasada com TUDO, mas não poderia deixar de pitacar num momento em que você diz uma coisa assim. E acho que vc está certíssima, porque mesmo quando tudo está de cabeça pra baixo, não deixa de ser a mesma coisa (no caso, a sua vida) só que sob um outro ponto de vista. Posso te dizer, de carteira de pós-graduada e tudo, que impulsividade não é uma coisa legal mesmo. Demora pra abandonar o hábito, mas é possível, viu, amiga. E vc vai adorar quando conseguir segurar as rédeas da própria vida. Isso de 'deixar as emoções correrem como cavalos selvagens' só fica bem nos livros. No cotidiano um pouco de objetividade só ajuda. Força aí, precisando grita.
Mais tarde eu volto ;)

um beijo!
Denise. disse…
É Aline, impulsividade é uma característica que como todas precisa ser bem dosada (eu ainda não aprendi! ou faço demais e rápido demais, sem pensar, ou não faço nada e fico pensando!)
E não deixe ninguém levar embora seu bom humor e tristeza, mas é tão difícil de vez em quando... minha mãe sempre diz: a mesma porta por onde entra a crítica é por onde entra o elogio. Não sei se é pertinente ao momento, mas é pertinente pra vida, não?

Beijos!
=)
Ingrith disse…
Aline, tá certissima! Não deixa que nada, nem ninguem tire sua alegria. Eu acho assim, se algo não tá bom, muda! Alias tava escrevendo o rascunho do meu proximo post, fala justamente sobre mudanças.

Você tem que mudar ou deixar de fazer o que te faz mal. Não mudar só pq outras pessoas querem que vc mude.

Siga seu coração ele sabe muito bem o caminho que vc deve trilhar!

E sorria meu bem, sorria... (hoje eu estou brega)
Fênix disse…
ninguém merece a sua paz. lembre disso! bjs!
André Rafael disse…
Ei, garota!
Acho que gente como a gente não consegue evitar um sorriso, pra não transmitir nosso down, down, down pros outros...
(ainda bem!)
O meu dia começou um saco mas já tá menos pior. Sim, já é alguma coisa.
Beeijo,
;)
[ r ê ] disse…
tô mto atrasada?

well, não deixa isso aí tomar conta, dá merda...

been there, done that!
Aline T. H. disse…
Babies from my heart, muito obrigada. De verdade. Essa coisa da impulsividade tem que ser controlada, mas não completamente domada, eu acho (às vezes pode ser útil tb).

E vcs entenderam direitinho =)

Beijos a todos!

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.