Breve diálogo telefônico

Atendi o telefone de casa, e a pessoa do outro lado começou a falar:

- Cachorra, viada, safada, filha-da-puta, você tá em casa? Nem me liga, sua piranha!

Sabe o que é mais estranho? Mesmo antes de identificar a voz e saber que se tratava de um amigo de quem estou morrendo de saudades, eu não me ofendi.

Depois chamei de viado, corno e cachorro. Somos muito carinhosos...

Comentários

Andreia disse…
Tapinha de amor num dóoooi!!

Beijos!
nossa, cada nome digno, hein!! rs
adorei tudo por aqui, já te coloquei nos favoritos.
Bjo
*Lala*
Ice Ice Baby disse…
ahhh eu adoro esse carinho entre amigos!!


bjs chuchu

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.