Qualidades que podem virar defeitos

Eu sou uma pessoa paciente e prestativa, especialmente com os mais velhos. Educada, sabem como é. Ultimamente, isso tem me custado altas doses de bom humor e pedaços de pele lisa, porque tenho certeza que tem umas ruguinhas novas aqui...

Não é questão de perder a tal da paciência com a incompreensão dos mais velhos, não é isso. Eu entendo que algumas coisa sejam complicadas pra eles, que eles já viveram e aprenderam demais (não acredito nisso pra mim, mas cada um sabe de si) e que não estejam a fim ou não tenham mais a disposição que tiveram um dia. Entendo isso tudo mesmo, de verdade.

O que eu não suporto, não aguento e não tolero é que uma pessoa venha me pedir alguma coisa, eu faça, diga que aquilo ali não está funcionando direito, use meu tempo (até então não o considerava perdido), deixe de lado o que estou fazendo pra atender alguém e, findo o processo, a pessoa que me pediu a tal coisa ignore completamente o que eu disse e fale com outra, como se eu não tivesse feito absolutamente nada. Também não suporto gente que se aproveita de uma situação ruim e 'manda' qualquer impropério que lhe venha à cabeça, porque não está bem de saúde, como se isso justificasse qualquer coisa. Também abomino a falta de valorização de quem FAZ, bem como fico irada quando alguém mente só pra justificar uma merda que disse.

Sempre odiei subserviência e passividade, e tudo que vêm acontecendo só me prova que sempre estive certa. Tolerância e prestatividade são uma coisa, aquelas são outra completamente diferente. Só que tem (muita) gente que confunde a boa vontade com a ausência de vontade própria, o que torna cada dia mais difícil e desgastante a vida de quem ajuda desinteressadamente - a gente começa a pensar que 'não vai dar em nada mesmo' e 'se eu fizer uma vez, babou, vou virar capacho'.

Tudo na vida é lição (moral de professora, eu sei) e eu tou aprendendo a minha. Num futuro que espero ser bem próximo, algumas pessoas se porão a pensar no que fizeram e no porquê do meu comportamento, e espero que aprendam as suas lições. Porque não há nada mais trsite que errar e não ser capaz de reconhecer o erro a fim de aprender com ele, tenha você 15, 25 ou 65 anos.

Comentários

Muleka disse…
É complicado mesmo... muitas vezes tenho que fingir que não foi comigo.. só pra não me estressar à toa.. quem vai ficar irritada vai ser eu, então tento me poupar, mas tb nem sempre isso funciona. Bjs *)
Cinthya Rachel disse…
só consigo pensar na frase: qdo vc dá a mão vem alguém querendo o braço
Ingrith disse…
Eu tenho um problema sérissimo, não consigo aceitar que errei!
Aline T.H. disse…
Muleka e Cin, é difícil, mas eu agüento. E vamos em frente...

In, baby, se conselho fosse bom, vc sabe... Mas se eu puder te dar um, tenta aceitar. Sua vida vai melhorar muito, pode ter certeza. E mais: errar é mais do que humano, é necessário!

Beijocas!

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.