Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2005

E já ia me esquecendo:

Um puta ano pra todo mundo, com muita saúde e paz. Sucesso, dinheiro, felicidade, progresso, êxito, amor, paixão - isso tudo depende de cada um de nós. Então, que todos consigam aquilo que almejam.

Mas cuidado com seus desejos, viu?

E lá se vai mais um ano.

Cacete, passa cada vez mais rápido...

Tá certo que 2005 foi foda, puta merda um ano de muitas mudanças pra mim e isso faz com que pareça mais curto, digamos. Mas foi um bom ano, não posso reclamar.

Espero demais dos anos vindouros, esse é o problema. Aliás, espero demais daquilo que não depende de mim, o que é gravíssimo... mas de 2006 espero algumas poucas coisas que VÃO se realizar. Ah, se vão.

A minha preferida atualmente

Na voz da Ana Carolina tá um arraso.

"Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz
Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida
Olha
Será que é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva para sempre Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Pra sempre é sempre por um triz
Ai, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se um arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida"

Beatriz, Chico Buarque & Edu Lobo

Quando nem tudo são flores

Sabe quando as coisas parecem que estão dando certo mas, na verdade, tá tudo uma merda? Pois é, então. Acontece que a gente não pode esperar solução cair do céu, mas às vezes os problemas precisam dar na sua cara pra que você os perceba de verdade - ou simplesmente pare de ignorá-los.

Mais difícil ainda é reconhecer nossos próprios erros, corrigí-los e rezar pra que tudo dê certo. Sim, porque nem sempre temos tempo hábil para corrigir nossos erros e recuperar as situações. Mas, em vista da necessidade da minha auto-defesa e porque eu realmente acredito nisso, acho que esse tempo ainda existe. Se Deus quiser, ainda existe.

Já que eu falei nele...

Imagem
Um dos meus ídolos, em um momento não muito bom:



Ele sim é fantástico.

Oooooooooooooooooiii !

Olá, sou eu O Bum Defora. Tudo bom cocêis?

Eu tô aqui, desempregada, só, largada, carente e horrorosa sem fazer nada. Coisa boua e coisa ruim, mas beleza.

Ah, vocês viram que a Daspu fez desfile na Praça Tiradentes? Show de bola.

Vocês viram também o comercial da Minuano, com os Bilús Minús? U ó.

Falta de assunto é uma merda. Beijunda e até segunda.

Nem sempre é fácil

Semana conturbada essa que passou, com momentos muito paradoxais (nossa, baixou Camões aqui). Sem sacanagem, foi brabo sentir o turbilhão que se instalou e sair ilesa (ou quase) dele.

Fiz aniversário, o que sempre foi motivo de alegria pra mim, mesmo tendo mil problemas, mil coisas a resolver. Tá. Longe de alguem que amo muito, mas perto dos meus pais, avós e irmão, de quem hoje moro longe e amo demais. Beleza, nada é perfeito. Sem grana, preocupada - mas quem não tá?

Até aí, nada de anormal, todo mundo passa por isso e sobrevive. O que quase me matou veio depois: ver meu irmão triste, chorando, sério, na colação de grau e festa que seriam as dele e não foram, graças a um bando de filhos da puta que não tem mais o que fazer da vida (não, ele não merecia MESMO ser reprovado, nem os que ficaram com ele nas DUAS ocasiões em que isso aconteceu - não é coisa de irmã protetora). Chorei que nem uma vaca os dois dias, fora o que já tinha chorado antes, quando o via cabisbaixo e lembrava o porqu…

É hoje

Parabéns pra mim porque eu mereço.

Vocês já notaram?

Pros 467.593 leitores: sim, eu estou parada de novo.

Só assim pra escrever com regularidade. É dura a vida.

update: resposta negativa da seleção na qual eu estava. Agora sim, a vida vai ficar dura mesmo...

Lá vem, lá vem, lá vem...

Sempre gostei de fazer aniversário, por mais que isso signifique um metabolismo mais lento, maior necessidade de cremes e tratamentos e, pior ainda, um aumento exponencial dos meus cabelos brancos. Adoro festa, adoro bolo e adoro presente, apesar de não fazer questão alguma de coisas caras ou complicadas - uma flor que seja é capaz de fazer meu dia.

Agora que me aproximo dos trinta anos estou ainda mais animada. Sério mesmo. As maiores ilusões e decepções da vida já tiveram seus lugares, o príncipe encantado já veio (e já foi), o amargor já se instalou e a noção de que eu sou melhor a cada dia também. Ainda estou longe de me realizar tanto profissional quanto pessoalmente, mas sei que ainda dá.

Sei que celulite não é o fim dos tempos, que cabelo branco a gente pinta, que lingerie vermelha é bom, que amor acaba, que todo mundo quer fazer a gente de idiota o tempo inteiro e que os "espertos" só se fodem, no fim das contas. E daí? Tenho saúde, tenho uma família mais do que especi…

Porque eu não vejo o Jornal Nacional (e quase mais nada na TV Globo)

Leiam aqui.

(valeu Serjones, pela dica)

Tatoo

Imagem
Hoje andei fuçando uns sites com desenhos e fotos. Pretendo fazer mais duas tatoos.
Mas o que mais me espanta é a quantidade de gente que ainda acha que os tauados só o são por modismo ou ondinha besta.

Tinha 11 anos quando disse à minha mãe que queria uma tatuagem - ninguém na família tem, além de mim, o que mostra que não foi o caso de "mau exemplo" - e ela me mandou ser dona do meu nariz primeiro. Hoje vejo que estava certa.

Com 19 pra 20 anos, avisei que teria uma tatoo até o fim do verão. Claro que ninguém acreditou, mas o fato é que, em fevereiro, ela já estava aqui. Obviamente meu pai falou durante umas duas horas seguidas, meu irmão disse que era "uma merda", minha mãe disse que eu marquei o corpo pra sempre, bla bla bla. O fato é que hoje todo mundo está acostumado, eu já disse que vou fazer mais e minha mãe até opina sobre os desenhos e fotos que mostro.

Claro que não concordo em crianças fazendo tatuagem nem piercing - nem com meninas de 14 anos pintando o c…