Cariocas são bacanas

É impressionante como as pessoas confundem a simpatia dos/das cariocas com dar mole... e não tou falando só da galera não-carioca, não, alguns cariocas (atípicos, provavelmente mal humorados e antipáticos) também o fazem.

Aqui nessa terra abençoada por Deus e atualmente controlada em grande parte pelo canhoto, somos (quase) todos simpáticos, solícitos, bacanas, sacanas, risonhos e muito festeiros (ui, pareço a minha avó), e temos a excelente mania de chamar qualquer pessoa agradável pra um chopp, um papo, uma praia. Bastam cinco minutos de um bom papo - se você for inteligente e tiver passado os últimos 15 anos no planeta Terra, claro - e o reconhecimento de uma possível amizade bacana pra gente virar e dizer: "-Ah, vamos marcar um chopp?"

Pessoalmente, adoro esse jeitinho do carioca, essa coisa meio que de vizinho de subúrbio, de dar bom dia no elevador, de sorrir a fim de não ser antipático, de brincar à primeira oportunidade, de ser zoado e levar numa boa. Essa coisa meio intimista do carioca é apaixonante, onde quer que a gente vá.

Pra finalizar, é o seguinte, meu povo: a gente aqui, quando quer, diz. Ninguém fica de disse-me-disse não, a parada é mais real - não necessariamente escrachada ou vulgar, por favor, porque meu salto 15 não me permite tais atitudes - e não precisamos de, hmm, subterfúgios agradáveis a fim de...

... ah cansei, vão se fuder, seus reprimidos.

Comentários

1worklover disse…
Ahaha, gostei do final.

E obrigado pelos elogios aos Cariocas.
Lekkerding. disse…
Adorei.
E o Rio é isso mesmo. Eu me sinto super livre na companhia dos amigos cariocas, porque posso falar o que eu quero, quando eu quero, e ninguém me olha torto por isso. Adoro essa leveza do Rio.

Postagens mais visitadas deste blog

Conto adolescente

Feios e Belos

Revoltada, sim. E com razão.